Fundação Cultural Piratini
Bem-vindo!
29 de Julho de 2017, 08:35
buscar
Fundação Piratini
localizar
localizar
 
Página Inicial  >  Nossa História
Publicado em 14/06/2011 14:48

Nossa História

FUNDAÇÃO CULTURAL PIRATINI

 

1961

O Governo Federal dá início ao processo de estruturação de uma rede de emissoras de televisão educativas em todo o território nacional. No Estado do Rio Grande do Sul, o desenvolvimento do projeto conta com a liderança da Secretaria da Educação e Cultura.

 

1968

É criada a emissora TVE, canal 7, no Rio Grande do Sul, com objetivo de ser um canal exclusivamente educativo. As empresas inglesas The Marconi Company e Emi Eletronics fornecem os primeiros equipamentos para iluminação, captura e edição de vídeo, ainda em formato preto e branco.

 

1973

O Governo do Estado e a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) firmam um plano de ação conjunta para o início de operações da TVE no campus da universidade. Essa parceria permitiu que a emissora, além de oferecer programação voltada à educação, servisse como um laboratório para os alunos do curso de jornalismo da instituição.

 

1974

É TVE é inaugurada oficialmente. Operando no Centro de Televisão Educativa (Ceteve), ela fica sediada no prédio da Faculdade dos Meios de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS. As primeiras transmissões em circuito aberto começaram no dia 29 de março do mesmo ano.

 

1979

Começa a produção local de programas educativos, culturais e instrutivos. No mesmo ano a emissora passa a integrar o Sistema Nacional de Televisão Educativa (Sinted).

 

1981

Um incêndio no prédio de operações da TVE obriga à emissora transferir suas instalações para o edifício da extinta TV Piratini, local em que está instalada até hoje. Durante o período de mudança dos equipamentos, a TV opera sua programação a partir de uma unidade móvel, um processo que durou cerca de seis meses. No mesmo ano, é criada uma fundação autárquica para dirigir a operação da TVE, nomeada por Fundação Televisão Educativa do Rio Grande do Sul e vinculada à Secretaria de Educação do Estado.

 

1982 - 1983

É iniciado o processo de reformulação tecnológica da TVE, com a adoção da transmissão em cores e estruturação de novos estúdios da emissora. Por meio de ações conjuntas entre a Fundação e a Companhia Riograndense de Telecomunicações (CRT) a programação chega a cidades do interior do Estado, como Santa Maria, Bagé, Santa Cruz e Cruz Alta.

 

1985

Em comemoração aos 150 anos da Revolução Farroupilha, é alterada a denominação da Fundação, passando a ser chamada de Fundação Televisão Educativa Piratini – FTEP, além de inserir entre suas responsabilidades a operação de estações transmissoras e retransmissoras de conteúdo educacional por ondas de rádio.

 

1987

Com o desvinculamento entre a Fundação e a Secretaria de Educação do Estado, a programação pedagógica é reduzida, permitindo mais espaço para as atrações culturais. O nome da instituição muda para Fundação Piratini – Rádio e Televisão Educativa (FPRTV), e passa a fazer parte da Secretaria de Cultura, Turismo e Desporto.

Reformulações no estatuto da Fundação permitem que ela obtenha doações e apoio cultural do setor privado. São realizados investimentos em equipamentos técnicos, na frota de veículos e no processo de interiorização.

 

1989

Inauguração da emissora de rádio FM Cultura – 107.7 Mhz.

 

1990 - 1991

A instituição passa a ter uma nova estrutura organizacional e passa a ser chamada de Fundação Rádio e Televisão Educativa, subordinada a Secretaria de Cultura. É firmado acordo com a Fundação Padre Anchieta de São Paulo – TV Cultura, permitindo o aumento da produção local.

 

1995

É aprovado o regimento interno do Conselho Deliberativo, que passou a contar com representação da sociedade. A estrutura organizacional é alterada e a sua denominação passa a ser Fundação Cultural Piratini - Rádio e Televisão. Essa nova organização definiu os órgãos que passariam a dirigir a Fundação: Conselho Deliberativo e a Diretoria Executiva.

 

1998

A TVE é a primeira emissora de televisão no Brasil a utilizar a tecnologia digital em banda KU através da Embratel e do satélite Intelsat. No mesmo ano ocorre a entregas dos novos estúdios, reformados e atendendo às exigências técnicas para produção audiovisual.

 

2011

 

Convênio firmado entre a Fundação Cultural Piratini e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) permite a transmissão e troca de conteúdos produzidos entre as duas instituições. 

Fundação Piratini - TVE e FM Cultura
Rua Corrêa Lima, 2118 - Santa Tereza - CEP 90850-250
(51) 3230.1500 - Porto Alegre - RS - Brasil
ouvidoria@tve.com.br

Destaques:

Novo Site FM Cultura

Acesso à Central de Informação do Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Área de cobertura FM Cultura

siga a TVE no twitter
siga a Radio FM Cultura no twitter
envie sugestões
Nossas Redes Sociais
rss
Fundação Piratini - TVE e FM Cultura | Desenvolvido pela PROCERGS
Fundação Piratini - TVE e FM Cultura
Rua Corrêa Lima, 2118 - Santa Tereza
CEP 90850-250
Fone: (51) 3230.1500
Porto Alegre - RS - Brasil

localizar
 

Se desejar enviar este conteúdo para mais de um destinatário,
separe os e-mails com (;) ponto-e-vírgula.
Campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.

*Nome do remetente
*E-mail do remetente
*E-mail(s) destinatário(s)
Mensagem
Limpar formulário
Enviar formulário
 
Fundação Piratini - TVE e FM Cultura
Rua Corrêa Lima, 2118 - Santa Tereza - CEP 90850-250
(51) 3230.1500 - Porto Alegre - RS - Brasil
ouvidoria@tve.com.br
localizar
 
Fundação Piratini - TVE e FM Cultura
Rua Corrêa Lima, 2118 - Santa Tereza - CEP 90850-250
(51) 3230.1500 - Porto Alegre - RS - Brasil
ouvidoria@tve.com.br